Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tu tens a mania

Tu tens a mania

Eu achava que estávamos no séc. XXI...

... Mas, aparentemente, estou enganada. Segundo o jornal russo Novaya Gazeta, as autoridades da Tchetchénia criaram uma campanha anti-gay, o que já levou a detenção de dezenas de homens, suspeitos de serem homossexuais. O porta-voz do líder tchetcheno já veio afirmar que é tudo mentira, dizendo que não existem gays na Tchetchénia : "You cannot detain and persecute people who simply do not exist in the republic". E vai mais longe, dizendo que, caso existam, serão as próprias famílias a tratarem do assunto: "If there were such people in Chechnya, the law-enforcement organs wouldn't need to have anything to do with them because their relatives would send them somewhere from which there is no returning".

As organizações humanitárias russas afirmam estarem a receber informação que apontam para a existência de um campo de concentração, onde os homens são agredidos várias vezes por dia, torturados com choques eléctricos,, e obrigados a sentarem-se em cima de garrafas.

A Tchetchénia é conhecida pelo seu conservantismo, sendo que o seu líder, Ramzen Kadyrov, apoia a poligamia e o uso obrigatório do véu islâmico. No caso dos homossexuais, são muito poucos aqueles que têm coragem de se assumir homossexuais, e as famílias tem a tendência de os deserdar. Também é "tradição" que suspeitos de homossexualidade desapareçam e que ninguém tente descobrir o que se passou.

A última vez que existiu um campo de concentração na Europa foi no tempo de Hitler (que, também, perseguiu os homossexuais, mas esta parte da história tem a tendência de ser escondida, e eu não entendo porquê). Era de se pensar que as coisas evoluíram desde então..

Gostava que houvesse uma resposta política por parte dos restantes países da Europa (pois sei que a Rússia nada irá fazer). E, ao ler os comentários a esta notícia, descobri alguém que pensa como eu: os homofóbicos têm algo a esconder.

 

stop killing us.jpg

 autoria de myoldcatships

 

Fontes: The Guardian e Independent



 

A sério?

Eu tinha planeado não ligar à confusão montada em torno do novo filme de Beauty and the Beast (e não, não estou a falar da sessão fotográfica da belíssima Emma Watson). Estou mesmo a falar do espalhafato em torno de LeFou. A minha única questão é: mas é novidade para alguém????

Desde sempre que achei que LeFou era gay. O moço cantou uma música em torno das qualidades (maioritariamente físicas) de Gaston, pelo amor da santa!!! Se fosse uma mulher a cantar isso a um homem, já andavam todos a rezar para que eles acabassem juntos (ignorando o quão mau é Gaston). E, se vou ser sincera, também acho que Gaston é gay. Ele esforça-se demasiado para manter aquela imagem de machão.

Agora chamarem o filme de propaganda gay ou dizerem que se não podem ver o filme acompanhado com Jesus, as crianças também não o podem ver. A sério??? Sabem do que é que estou farta? Romances heterossexuais espetados em tudo o que é sítio, sem qualquer tipo de necessidade para o enredo (sim, estou a falar de ti James Bond e restantes filmes de acção em que a mulher é meramente um objecto sexual). Esta mentalidade mesquinha só podia vir dos EUA e da Rússia. Santa ignorância...

 

 

P.S.: Se, no início, torci o nariz ao ouvir que seria Luke Evans a fazer de Gaston, após de ver o clip de cima, mudei radicalmente de ideias 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D