Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tu tens a mania

Tu tens a mania

Livros Lidos: They Both Die in the End

Este ano foi o ano em que descobri os livro Young Adult. Sempre que ouvia falar deste género, pensava sempre em John Green e a corrente dramática que houve em torno de A Culpa é das Estrelas (tenho a tendência de me afastar dos livros que têm muito "barulho"). No entanto, este ano lá me rendi ao género.

 

Entire lives aren't lessons, but there are lessons in lives

 

Este livro deixou-me intrigada mal li a sinopse. Passa-se num presente alternativo, onde existe um sistema que avisa as pessoas que irão morrer nesse mesmo dia - Death-Cast. Mateo Torrez e Rufus Emeterio são dois jovens que recebem essa fatídica chamada e, por diferentes motivos, decidem utilizar a aplicação Last Friend. Nesta aplicação, as pessoas que receberam a tal chamada (denominados de Deckers) podem conhecer pessoas na mesma situação (ou não) e arranjarem um amigo para passarem o seu último dia. E é assim que Mateo e Rufus se conhecem, desafiando-se, mutuamente, a passarem o dia juntos e a torna-lo inesquecível.

 

You may be born into a family, but you walk into friendships. Some you’ll discover you should put behind you. Others are worth every risk

 

Foi um livro angustiante de ler, pois desde o início que já se sabia que ambas as personagens iriam morrer. No entanto, à medida que ia prosseguindo a história, foi sendo alimentada uma pequena esperança que, no fundo, eles não iriam morrer. A maneira como cada um lidou com a chamada e a capacidade de quererem tornar o seu último dia inesquecível fez-me pensar, bastante, no que eu faria se estivesse nessa mesma situação. Fez-me, de igual forma, pensar como desperdiço o meu dia-a-dia com coisas inúteis e superficiais, enquanto que poderia tornar os meus dias um pouco mais significativos.

 

I've spent years living safely to secure a longer life, and look where that's gotten me. I'm at the finish line but I never ran the race

 

É um livro que toca em assuntos importantes, como a morte, o luto, a adolescência, LGBTQ e o impacto de avanços tecnológicos. Honestamente, não sei se quereria viver num mundo onde as pessoas são avisadas que vão morrer nesse dia. Os meus níveis de ansiedade estariam constantemente elevados e, aí sim, iria passar os meus dias focando no que é desnecessário.

 

I cannot tell you how you will survive without me. I cannot tell you how to mourn me.  I cannot convince you to not feel guilty if you forget the anniversary of my death, or if you realize days or weeks or months have gone by without thinking about me. I just want you to live

 

Gostei imenso do livro e de como o autor conseguiu juntar dois personagens diferentes e que combinam muito bem. Gostei, também, da forma como a história é contada, com um narrador omnisciente, que vai contando a história misturando os pontos de vista. Vão aparecendo personagens que, inicialmente, não faz qualquer sentido que elas lá estejam, mas que no final se percebe o seu papel na história.

 

Maybe it's better to have gotten it right and been happy for one day instead of living a lifetime of wrongs

 

Para quem gosta de livros com finais felizes, não leiam este livro. Se gostam quando o livro não acaba bem, força.

 

People have their timestamps on how long you should know someone before earning the right to say it, but I wouldn't like to you no matter how little time we have. People waste time and wait for the right moment and we don't have that luxury. If we had our entire lives ahead of us I bet you'd get tired of me telling you how much I love you because I'm positive that's the path we were heading on. But because we're about to die, I want to say it as many times as I want--I love you, I love you, I love you, I love you

 

 

 

IMG_20180814_214735_504.jpg

 

 

Férias

Esta é aquela altura do ano em que as pessoas mais anseiam. Aquela altura em que, do nada, a vida nos parece maravilhosa e em que nos permitimos viver (coisa que não fazemos durante o resto do ano).

 

Estou de férias há uma semana. Tirei uns dias e afastei-me do que me é conhecido, e passei esses dia a fazer o que mais gosto: visitar monumentos/museus, ler e descansar. Porém, aproveitei para fazer algo que há muito tenho adiado: reflectir.

 

Os meus objectivos para estas férias são simples: retomar o hábito de leitura e de escrita, definir prioridades e objectivos para o resto do ano e tomar controlo da minha vida (creio que este último ponto seja um pouco difícill de alcançar, mas as coisas ficarão facilitadas quando dominar os dois outros pontos).

 

Nestes últimos meses, notei que tenho andado a abdicar muito de mim em prol de um trabalho que não gosto.  Trabalho num sítio que não me estimula intelectualmente, que me deixa exausta física e psicologicamente e que me força a criar múltiplas personalidades consoante a pessoa com que tenho de lidar (coisa que odeio). Aprendi muito sobre a natureza das pessoas (e tenho visto coisas bem desagradáveis), mas, a nível profissional, nada aprendi. A desmotivação tem sido a minha companheira constante e admito que me senti triste quando a empresa aceitou o meu pedido de aumento salarial (e que, mesmo assim, continua baixo).

 

Este cansaço e esta falta de motivação tem afetado a minha vida pessoal. Tenho tido pouca vontade de cuidar de mim (principalmente a nível mental), e, a cada dia que passa, as coisas foram acumulando. Estas férias chegaram no momento certo, pois creio que pouco faltava para atingir o meu limite. Quero passar as restantes semanas de férias a cuidar de mim e do meu espaço. A libertar-me do desnecessário, a (re)descobrir o que me faz feliz e o que me ajuda a aliviar o stress e a definir limites. E quero criar rotinas que me permitem não voltar a cair na espiral negativa que tenho andado.

 

Creio que estas próximas semanas irão ser interessantes e divertidas

 

Claudia Cardinale.jpg

 Claudia Cardinale; Dancing barefoot on a roof terrace in Rome, January 01, 1959; Photo by Archivio Cameraphoto Epoche

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D