Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tu tens a mania

Tu tens a mania

Colecção "Rir com os Clássicos"

Terminei recentemente (e quem diz recentemente diz no dia de Natal) a colecção que a revista Sábado lançou recentemente: "Rir com os clássicos".

Inicialmente não tencionava adquirir qualquer um dos livros oferecidos, no entanto acabei com consumir os três.

O primeiro volume "As apreensões de uma mãe" escrito por Júlio Dinis e comentado pelo comediante João Quadros foi o livros em que mais gostei dos comentários. A história é interessante, mas o que mais me cativou foi os comentários escritos. A história gira em torno de um romance entre duas pessoas de classes sociais diferentes e o dilema de um deles em seguir o coração ou o que lhe é exigido.

 

O segundo livro, "Singularidades de uma rapariga loira" de Eça de Queirós e comentado por Rita Blanco, é a história que mais gostei (não fosse o livro escrito pelo meu adorado Eça). O livro tem, na realidade, duas histórias: "Singularidades de uma rapariga loura" e "Civilização". A primeira história é sobre um jovem que se apaixona pela sua vizinha e as peripécias que acontecem devido a essa paixão até este conhecer (verdadeiramente) a jovem "fina, fresca, loura como uma vinheta inglesa". A segunda história, "Civilização", é sobre um jovem culto e com uma vida luxuosa mas aborrecida e que encontra a verdadeira felicidade onde menos espera.

 

Por último, "Sr. Ministro" de Camilo de Castelo Branco. Não consegui gostar do livro. Não consegui gostar dos comentários de Nilton (não consigo explicar o porquê, mas nunca consegui gostar do moço...). Este conto mostra as ambições de um jovem estudante ao longo da sua vida estudantil, a sociedade em que este se encontra e como esta última interfere com com o trajeto do estudante. Não sei ao certo o que sinto com este livro, mas sei que de todos é o me lembro menos da história e isso mostra o quanto não gostei dele.

 

No conjunto, gostei muito da colecção. Os contos até foram bem escolhidos bem como os comentadores. No entanto, acho que teria escolhido outros (tanto contos como comentadores). Pode ser que a revista Sábado crie uma segunda colecção que se molde mais ao meu gosto.

 

Se tiverem oportunidade, aconselho a ler os três livros. São contos de escritores portugueses que merecem o ser conhecidos e apreciados.

 

Sabado.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Imagem retirada da revista Sábado

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D